terça-feira, 3 de setembro de 2013

Arvores Frutiferas Grumixama

Grumixama

A Grumixama pertence ao gênero “Eugênia”, onde também encontram-se outras famosas espécies, tais como a Eugenia uniflora (a pitanga), Eugenia sprengelli (ou simplesmente arbusto Eugênia), cabeludinha, uvaia, pitomba, jambolão, cagaita e o goiabão.
É uma árvore brasileira da floresta pluvial da Mata Atlântica, Árvore de até 15 m de altura, nativa das matas primárias desde a Bahia até Santa Catarina, em matas aluviais e encostas suaves, é hoje rara.
Embora não apresente raízes agressivas, esta planta não costuma ser muito utilizado na arborização urbana por não apresentar flores muito grandes e seus frutos atraírem aves que causam muita sujeira, por outro lado, é uma ótima opção para quem tem um quintal grande e pretende fazer um pomar de várias árvores frutíferas.
Esta planta é originalmente encontrada em todo Brasil, tanto na área tropical quanto na subtropical, assim sendo, tornou-se uma planta bastante resistente à variação climática, suportando tanto o sol a pino quanto geado.
Assim sendo, basta encontrar um local com espaço suficiente para a planta e boa iluminação e fazer o transplante da muda ou plantio da semente. O enriquecimento do solo com adubo, tanto químico quanto orgânico, é também aconselhável, administre adubo orgânico semestralmente e NPK rico em potássio para ajudar na produção de frutos.
Enquanto jovem a planta precisa de cuidados como: regas diárias, porém sem nunca encharcar o solo, para que assim não favoreça a proliferação de fungos. Após a planta atingir um bom porte não é mais necessário que as regas sejam diárias, porém é bom mantê-la devidamente bem cuidada, principalmente durante a época de frutificação, que consome mais energia da planta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário